O Consentimento Informado nos países em desenvolvimento é realmente autônomo? Um estudo descritivo com participantes de um ensaio clínico sobre Helmintoses

  • Lucas Lobato Universidad de Chile
  • Maria Flávia Gazzinelli Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte

Abstract

Este estudo demonstra que a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido não representa uma decisão autônoma para todos participantes de um ensaio clínico sobre Helmintoses. Os resultados desse estudo evidenciam que a maioria dos participantes de um ensaio clínico desconhecem diversas informações sobre a pesquisa e seus direitos. O desconhecimento dessas informações é influenciado pelas características individuais dessas participantes, sendo associado negativamente pela idade dos participantes de pesquisa e positivamente pela renda mensal, o acesso a meios eletrônicos de comunicação e a educação formal. Realizamos um estudo transversal, descritivo, com 70 participantes de um ensaio clínicos sobre Helmintoses realizado no Nordeste de Minas Gerais. Utilizamos a regressão linear múltipla para análise de associação. Os resultados deste estudo apontam para a necessidade de se criar estratégias capazes de melhorar o conhecimento dos participantes de ensaios clínicos, sobretudo naqueles com características individuais que atuam como barreiras para esse conhecimento.
Compartir
How to Cite
Lobato, L., & Gazzinelli, M. (2015). O Consentimento Informado nos países em desenvolvimento é realmente autônomo? Um estudo descritivo com participantes de um ensaio clínico sobre Helmintoses. Acta Bioethica, 21(1). Retrieved from https://revistas.uchile.cl/index.php/AB/article/view/36517/38182
Published
2015-04-17